sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Rimas soltas do coração

A flood of miracles wouldn’t be enough…

Quero-te com tanta urgência...
A cada momento que passa e eu te quero e tu não estás pesa tanto.
Porque te quero com uma vontade que é insaciável.
Porque todo o tempo parece tão pouco,
Porque quando estamos juntos passa a voar.
E eu quero o aconchego do teu peito,
O calor dos teus braços ao meu redor,
A tua boca preenchendo a minha.
Todo este ritual que conhecemos de cor
Mas que parece sempre novidade,
Como se cada beijo fosse o primeiro
Sem ti sou só metade 
Porque me preenches por inteiro.
E amor vive em mim porque te tenho
E sorrisos passaram a habitar não só os lábios
Como também o olhar,
Tudo o que tenho é teu, 
E todo o meu amor te vou sempre dar.


E estas rimas soltas que surgem por mera inspiração dedico-as ao motivo deste meu pequenino pseudo-poema (:

Love, S.

8 comentários:

"Sei que só há uma liberdade: a do pensamento."
-Antoine de Saint-Exupéry